Press Release
 
SETOR DE FESTAS, PARQUES E DECORAÇÃO NATALINA IGNORA CRISE E CONTINUA CRESCENDO
EXPOSITORES DAS FEIRAS EXPO PARQUES E FESTAS E NATAL SHOW, ENCERRADAS NA SEGUNDA-FEIRA (6 DE JUNHO), EM SÃO PAULO, REGISTRARAM AUMENTO NOS NEGÓCIOS IMEDIATOS E FUTUROS.
Feiras de negócios são um reflexo dos mercados que representam e, se depender do resultado da Expo Parque e Festas e da Natal Show, encerradas na segunda-feira (6), em São Paulo, os empresários de artigos para festas, decoração natalina e equipamentos para parques temáticos continuarão ignorando a crise econômica.

Empresas que participaram dos eventos garantem que receberam um grande número de compradores interessados, realizaram vendas imediatas, prospectaram negócios futuros e abriram mercado em regiões que até então não atuavam.

Abdala Jamil Abdala, presidente da Francal Feiras, promotora da Expo Parques e Festas e Natal Show, lembra que este resultado positivo foi observado já no ano passado, mesmo com o consumo em forte retração. Para ele, o momento é de retomada da confiança. “O lojista que ainda não começou a sentir a recuperação das vendas, acredita que ela se dará até o final do ano, e para isso ele precisa se abastecer de novidades e sair na frente da concorrência”, projeta Abdala.

No total, a Expo Parques e Festas e a Natal Show reuniram 250 empresas expositoras e recebeu 31 mil visitantes, entre lojas especializadas, papelarias, bazares, supermercados, compradores corporativos como shoppings e prefeituras, buffets, decoradores, profissionais de festas, entre outros, e autônomos que já atuam ou pretendem ingressar nesse mercado.

Festas

A Junco, que trabalha com artigos para festas, bateu a meta já no terceiro dia da feira. “Atingimos os nossos dois objetivos: fechar negócios e reforçar a imagem da empresa no mercado”, comemora Paulo Junqueira, presidente da empresa. A Aquarela Uniformes, por exemplo, diz que vendeu praticamente todo o estoque que levou para a feira.

O mesmo se deu com a Festcolor, uma das maiores empresas deste setor. Segundo o coordenador de Marketing Roberto Vinícius, houve um volume considerável de pedidos durante a Expo Parques e Festas. “Conseguimos fechar bastante negócios, apresentar lançamentos e receber um maior número de visitantes em relação a 2015”.

Natal contra a crise

Os fornecedores de artigos para decoração natalina não deixaram por menos. Na avaliação de Pierre Sarruf, diretor da Rei do Armarinho, os clientes estão apostando no Natal para reagir à crise econômica. “Alguns fizeram compras mais cautelosas, mas a maioria realmente está apostando nas festas de fim de ano. A feira superou nossas expectativas de negócios”. Renata Luiza, coordenadora de Marketing da Mabruk, tem opinião semelhante: “Apesar da situação atual do mercado, fechamos negócios e alcançamos as metas que tínhamos definido”.

O mesmo cenário foi observado pela Cromus, líder do segmento, que fechou negócios durante a Natal Show e viu seu estande movimentado todos os dias da feira. “Se levarmos em conta o atual cenário econômico do Brasil, o resultado foi bastante positivo”, garante o diretor Comercial Fernando Hachul.

Shoppings

Para potencializar as oportunidades de negócios dos expositores, a Francal Feiras vem intensificando suas ações para atrair ainda mais compradores corporativos, como shopping centers, prefeituras, decoradores, buffets e outros.

Muitas empresas que têm produtos voltados para este público se beneficiaram da iniciativa. É o caso, por exemplo, da fabricante de brinquedos eletrônicos Adrenalina Brinquedos, que foi à feira em busca deste tipo de comprador. “Nossa intenção neste ano era fazer uma transição e agregar os shoppings, meta que foi alcançada. Perdi as contas de quantas vendas conseguimos realizar, e também fizemos muitos contatos”, comemora Paulo Massoco, sócio-diretor da empresa.

A Decorville, de decoração natalina, ressalta que recebeu a visita de decoradores de shoppings em seu estande e também o retorno de antigos clientes. “No geral, eles compraram três ou até quatro vezes mais em relação ao ano passado. Posso dizer que não sentimos a crise”, diz a gerente Comercial Solange Silva.

Doces

Outra ação muito bem-sucedida para aumentar o movimento de negócios tem sido ampliar o mix das feiras com a oferta de produtos que mantenham afinidade com os setores de festas, parques e Natal. Pelo terceiro ano, a Expo Parques e Festas abrigou o salão de doces, confeitos e snacks The Candy Show.

Da mesma forma que os demais, os expositores deste segmento apontaram a melhoria no ambiente de negócios. Para a Simas, o resultado foi tão bom quanto o da sua participação no ano passado. “Não sentimos a crise, pois vendemos produtos mais acessíveis, como balas, pirulitos e caramelo. E ainda conquistamos novos clientes da região Sul e Sudeste”, diz o gerente Luiz Simas.

A Docile comemorou o potencial de concretizar negócios a partir dos contatos feitos durante a feira. De acordo com o supervisor de Vendas da empresa, Marcio Sanches, os contatos foram muito positivos. “Por permitir a entrada do público e profissionais como decoradores, acreditamos que os negócios serão bem-sucedidos ao longo do ano”.

Artigos religiosos

A feira Natal Show passou a agregar dois novos segmentos. O primeiro é o Salão de Artigos Religiosos, que reuniu expositores de esculturas, artefatos, móveis, vestimentas e outros produtos relacionados.

A Comercial Carvalho, que trabalha com imagens da religião católica, vendeu mais neste ano do que em sua participação no ano passado. “Fechamos mais negócios do que fizemos contato, e alcançamos nossa expectativa”, diz a proprietária Ana Paula Carvalho.

Para Valdiçon Silva, gerente Comercial da estreante Ágape Modas – fabricante de moda com temática cristã –, a Natal Show criou oportunidades com clientes que até então a empresa não atendia, como lojas de presentes. “A feira superou nossas expectativas de contatos, negócios e parcerias. Saímos daqui muito satisfeitos e, com certeza, voltaremos no ano que vem”.

Para colaborar no desenvolvimento deste segmento dentro da feira, a Francal promoveu o 1º Encontro da Indústria de Artigos Religiosos, que contou com palestras do Sebrae e apresentou casos de sucesso na indústria e varejo.

Velas

O segmento de velas é outro que tem tudo para crescer dentro da feira. Neste ano, em conjunto com a Abrafave (Associação Brasileira dos Fabricantes de Velas), a Natal Show inaugurou o projeto da Expovelas, um salão específico para essas empresas.
Diomedes Oliveira, vice-presidente da associação, comemorou a parceria: “A feira ajuda a fomentar o consumo e a conscientizar o mercado sobre os mais diferentes usos das velas, especialmente na decoração”. Oliveira participou da Natal Show com sua empresa, a Velas Santa Clara, e o que mais chamou sua atenção foi a forte presença de compradores de fora do eixo Rio-São Paulo.

O lançamento da Expovelas também foi acompanhado de um evento de capacitação: a palestra “O uso das velas no universo das festas”, que deu dicas para fabricantes, artesãos e decoradores sobre como aplicar as velas corretamente em projetos de decoração de festas.

Capacitação

Como nas edições anteriores, a Expo Parques e Festas e a Natal Show ofereceram outras oportunidades de profissionalização para quem já trabalha na área ou está querendo entrar para o mercado de festas e decoração natalina, como o Seminário de Arte com Balões, as Oficinas de Confeitaria e Decoração e de Arranjos Natalinos, e o Fórum ADIBRA de Parques Temáticos e FEC’s.

EXPO PARQUES E FESTAS 2016
– 10ª FEIRA INTERNACIONAL DE PRODUTOS E SERVIÇOS PARA PARQUES, BUFFETS E FESTAS

NATAL SHOW 2016
– 7ª FEIRA DE ARTIGOS DE NATAL, DECORAÇÃO E PRESENTES

Data: 3 a 6 de junho de 2016 (sexta a segunda-feira)
Local: Expo Center Norte
Promoção/Organização: Francal Feiras



Data: 07/06/2016

Mais informações para a imprensa:
Jota Silvestre
Primeira Página Assessoria de Comunicação e Eventos
redacao.jota@ppagina.com
55 11 5908-8214