Press Release
 
DEZ MOTIVOS PARA QUE A REFORMA DE PNEUS DEVA SER FEITA E INCENTIVADA NO BRASIL
A ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DO SEGMENTO DE REFORMA DE PNEUS (ABR), DEFENDERÁ COM FIRMEZA A PRÁTICA DA REFORMA DE PNEUS DURANTE A 12ª FEIRA INTERNACIONAL DA INDÚSTRIA DE PNEUS, PNEUSHOW 2016, EVENTO A SER REALIZADO DE 28 A 30 DE JUNHO NO EXPO CENTER NORTE, EM SÃO PAULO, COM A PRESENÇA DE EXPOSITORES NACIONAIS E INTERNACIONAIS DE PAÍSES COMO CHINA, BÉLGICA, SINGAPURA, TAIWAN, HONG KONG, ITÁLIA, ÍNDIA E PARAGUAI.
Caracterizada pela reposição da banda de rodagem desgastada pelo uso, a reforma de pneus emprega apenas 20% do material utilizado na produção de um produto novo, proporcionando a mesma durabilidade original, defende a ABR.

Mas a reforma de pneus também tem outras vantagens. São elas:

1. Tradição: Com 60 anos de existência, o Brasil atualmente ocupa o segundo lugar no mercado mundial de reformas de pneus, apenas atrás dos Estados Unidos;

2. Durabilidade: é possível efetuar, em média, duas reformas nos pneus, gerando três vidas para a carcaça;

3. Menos custos: a reforma proporciona redução de 57% no custo por quilometragem;

4. Economia: com a reforma, a economia para o setor de transportes chega a R$ 7 bilhões por ano;

5. Sustentabilidade: o uso de petróleo é reduzido em 50 litros por pneu reformado para caminhões e ônibus e 18 litros para a linha automóvel, atingindo redução de 500 milhões de litros de petróleo, ou R$ 600 milhões, a cada 12 meses;

6. Confiabilidade: na linha de caminhões e ônibus, a reposição de pneus pela reforma é de 8 milhões no último ano, enquanto a indústria de pneus novos repõe 6 milhões para o mesmo setor e no mesmo período;

7. Reciclagem: os resíduos sólidos da reforma de pneus podem ser utilizados em outras áreas. Nos pneus convencionais, 20% vão para fornos de cimenteiras e 80% passam a fazer parte de solados e percintas, por exemplo. Os números se invertem para os radiais (80% em fornos e 20% em solados e percintas). Já os resíduos da raspagem são agregados à mistura e à composição para artefatos emborrachados;

8. Emprego: a atividade gera mais de 250 mil de postos de trabalho em fabricantes de matéria prima, fabricantes de equipamentos, unidades reformadoras, lojas, truck centers e borracharias;

9. Registro no Inmetro: o setor é regulamentado desde 19 de novembro de 2010 pela Portaria 444 do Inmetro e agora pela portaria 554; como no IBAMA o segmento possui cadastro, relatório Anual de Atividades Potencialmente Poluidoras e Utilizadoras de Recursos Ambientais – RAPP e segundo a Lei 6938/81 Anexo VIII – código 9 – Atividade Potencialmente Poluidora – categoria Pequeno.

10. Solidez: o setor de reforma de pneus, matéria-prima e equipamentos fatura R$ 5 bilhões por ano.


Mais da 12ª Feira Internacional da Indústria de Pneus, PneuShow 2016

A 12ª edição da PneuShow2016 terá eventos importantes para o setor como o Painel PneuShow2016, que vai apresentar novidades em reformas e reciclagem de pneus e mostrar soluções e perspectivas da indústria e o Prêmio PneuShow – Marcas Favoritas 2016, uma iniciativa da FRANCAL FEIRAS com a cooperação da ABR – Associação Brasileira do Segmento de Reforma de Pneus e ARESP - Associação das Empresas Reformadoras de Pneus do Estado de São Paulo, que vai eleger as empresas que mais contribuíram com o setor no período 2015 – 2016 em seis categorias, com premiação durante a feira.



SERVIÇO:

PNEUSHOW 2016 – 12ª Feira Internacional da Indústria de Pneus
Data:
28 a 30 de junho
Horário: das 14h às 21h
Local: Expo Center Norte

Promoção e organização: Francal Feiras
Cooperação: ARESP – Associação das Empresas Reformadoras de Pneus do Estado de São Paulo e ABR – Associação Brasileira do Segmento de Reforma de Pneus
Apoio: ANIP - Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos; ABRAPNEUS – Associação Brasileira de Revendedores de Pneus; ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas; AREBOP – Associação Nacional das Empresas de Reciclagem de Pneus e Artefatos de Borrachas; INMETRO – Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia; FETCESP – Federação das Empresas de Transporte de Carga do Estado de São Paulo; e NTC – Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística.

Informações pelo telefone: (11) 2226-3100
Site: www.pneushow.com.br
Twitter: @feirapneushow
Facebook: FeiraPneushow
Google+: Feira PneuShow


Data: 03/06/2016

Contato Comunicação & Marketing
Chris Godinho – (11) 3288.8424
chris@contatomcg.com.br
Tathi Barros – (11) 3251.2359/ (11) 9.9289-6461/ (11) 9.4565-9078
comunicacao3@contatomcg.com.br
Luzia Telles – (11) 3288.7108/ (11) 9.8233-3801
comunicacao4@contatomcg.com.br